Image Image Image Image Image
Scroll to Top

To Top

COLEÇÃO PRIMAVERA | VERÃO 2014

Impressionismo e Moda com Sarah Chofakian

“A última moda é absolutamente necessária para a pintura. É o que mais importa”. A frase, dita pelo pintor Edouard Manet em 1881, já deixava claro um dos princípios do movimento artístico que acabou conhecido como impressionismo: moda e arte devem caminhar juntas. Fiel defensora deste mote, Sarah Chofakian apresenta seu verão 2014 e mostra que a ligação entre o universo fashion e o impressionismo vai muito além dos museus.

Tudo começou na fervilhante Paris do século 19, época em que as lojas de departamento e as revistas de moda se proliferaram, as roupas passaram a chamar atenção e as calçadas ganharam vida. A cidade francesa – principalmente por conta de suas charmosas “parisiennes” – se tornava a verdadeira capital do estilo. Inspirados por este clima, artistas como Claude Monet e Edgard Degas romperam com as técnicas do passado e passaram a enxergar a moda como um símbolo essencial e vibrante de modernidade.

Muitos anos depois, Sarah Chofakian também tem a inovação – e o olhar apurado – como regras essenciais na hora de dar vida às suas ideias. Assim como nas roupas que aparecem nas telas assinadas pelos impressionistas, nos sapatos criados por Sarah são os detalhes, sempre minuciosos, que fazem a diferença. Pense em tranças de couro delicadas que reformulam flats mais clássicas e em amarrações em tecido que enfeitam sandálias e realçam a feminilidade. Há ainda um clima bucólico no ar: enquanto as bolinhas em relevo criam desenhos inusitados; as curvas, ora sinuosas, ora orgânicas, esculpem os pés. Destaque para os tassels, que adicionam bossa aos modelos aparentemente comuns.

O toque artsy, sempre presente no DNA da sapataria, fica por conta da cartela de cores. Influenciada pela técnica impressionista, famosa por apostar em pinceladas de tons puros que, quando associadas pelos olhos do telespectador, ganhavam combinações ensolaradas, Sarah convida suas clientes a saírem da mesmice. Nuances quentes como tangerina, tomate, coral e framboesa aparecem em misturas surpreendentes e o preto, que marcou muitos dos pomposos vestidos da época, arremata os modelos mais sofisticados.

Se no século 19 os impressionistas dispensaram os padrões estabelecidos e criaram telas surpreendentes para transmitir sua própria visão de mundo, hoje Sarah Chofakian faz questão de trilhar caminhos que passam longe do lugar comum. Tudo porque para a designer, mais do que único, cada sapato deve ser uma verdadeira obra de arte.